Home / Artigos / Latria, hiperdulia e dulia. Silas Malafaia e outras ciladas

Latria, hiperdulia e dulia. Silas Malafaia e outras ciladas

Diferenças de latria, hiperdulia e dulia. Silas Malafaia, mal-que-fala e outras ciladas

A definição de sabedoria e inteligência é interpretativa, o mesmo vale para conceituar virtude e princípios cristãos. Aqui estamos no estrito campo da religião. Cada qual tem a sua. A boa-fé e a busca do bem, em qualquer denominação, agrada a Deus que a fé diz existir.

Consciência e influência

O Apóstolo São Paulo, embaixador de Cristo e organizador do cristianismo, deixou um rico princípio em sua carta à igreja de Deus em Gálatas, na qual todo cristão deve ser movido pela consciência.
Há cristãos que não são movidos pela sua consciência, vivem sob influência dos evangelizadores. Decerto acreditando que a interpretação do seu líder, traduz literalmente os preceitos do livro sagrado. As exceções, confirmam a regra.

O raciocínio do liderado está umbilicalmente ligado ao conceito do liderando. O devoto colhe o que foi plantado por quem o conduz. Permito-me intuir que as sementes do preconceito e da intolerância religiosa, foram deitadas na terra pelas mãos dos condutores. Estão na mesma espiga e safra.

Os semeadores da discórdia transformam os seguidores em solo fértil, brotando mais ódio contra os de diferentes crenças, do que Stalin e Hitler, juntos, pelos judeus. Se fosse possível, eles fariam um 4º Reich, dessa vez tendo como alvo, as pessoas que não professam da mesma fé.

O soldado do preconceito, não é voluntário. Pauta o comportamento de acordo com o que aprende, obedecendo cegamente, os princípios de quem o ensinou. Para o doutrinador, divergências de opiniões requer o cantar das baionetas.
Um indivíduo disposto a se utilizar de qualquer meio para afirmar a primazia da sua fé sobre as demais, comete verdadeiro atentado contra a Liberdade de pensamento e de crença, minando a democracia.

Silas e ciladas

“Eles Santo para tudo: Santo para casamento, para dor de dente”, disse o pastor Silas Mal-da-fala. Malafaia é um dos pastores que criticam por desconhecer, (ou santa ignorância e má fé) o culto que os católicos tributam aos santos com o culto que se deve a Deus. Excetuando os evangélicos, o pastor é mais reconhecido como polemizador do que pregador.
Para introduzir o assunto da intercessão dos santos é necessário esclarecer a diferença que existe entre “latria“, “hiperdulia” e “dulia“.
Latria é adoração que só se presta a Deus. Hiperdulia é reservada à Virgem Maria, superior à dulia (que se dedica aos santos e aos anjos). Imagens, em si, são mortas como fotografias também são. Mas, ambas têm sentido e significado. Evocam a lembrança e materializam a presença de quem simbolizam. Isso não tem nada de herege. Ao contrário, integra o sentimento ao culto.

Controvérsias e contravenções

Malafaia em 2013, foi classificado pela revista norte-americana Forbes como o terceiro pastor mais rico do Brasil, com um patrimônio estimado pela publicação em 150 milhões de dólares.
O pastor diz que vencer as tentações e simples. “Ore e vigie! Vigiar é estar atento ao jogo, é saber a origem, é estar apercebido das coisas”
Em dezembro de 2016, quando investigado pela PF por suposta ‘lavagem de dinheiro’ afirmou ter recebido R$ 100 mil por oração e que não sabia que o doador estava envolvido em irregularidades. – Caiu em tentação – Se o bondoso doador comprasse o livro “Como Ser Abençoado? ” De autoria do próprio donatário, desembolsaria R$ 15,00. O que não faz diferença alguma, considerando…

Silas confessou ter feito um negócio espetacular, ao comprar uma aeronave com pouquíssimo uso, que se fosse nova, sairia por 18 milhões de dólares! Como a aeronave era de “segunda mão”, ele fechou o negócio pela bagatela de 12 milhões de dólares.
“Tá vendo o Mercedes e 500, blindado na Alemanha? Foi um parceiro meu que me deu de presente de aniversário” falando sobre seus bens pessoais.
Em pregação intimidadora, Silas Malafaia diz para os fiéis não denunciarem pastores corruptos pois, “pois, ninguém deve se meter com os ungidos de Deus”. Resumindo roubar é lícito. Barrabás um exemplo a ser seguido.

Tenha a santa paciência

Loreni Leite

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *